Archive for category Folha de Estilos – CSS

@font-face – Fonts externas na web

@font-face possibilita utilizar fonts externas em websites. Você já pode utilizar essa regra agora.

Tipografia na web sempre foi um sonho para todo designer para web. Alguns designers que trabalharam durante muito tempo com impressão estranham o tarbalhar com web por conta dessa limitação. A tipografia é parte importante na criação de peças gráficas e na web, isso não poderia ser diferente. Mesmo assim, não havia uma maneira ‘inteligente’ de utilizar fonts externas na criação de layouts para web. Iniciativas como TypeKite Sifr quebram o galho mas não são o ideal.

@font-face é uma das funcionalidades mais esperadas do CSS. Ela permite que você utilize famílias de fonts em websites sem que o usuário tenha a font instalada no sistema. Veja abaixo a sintaxe:

@font-face {
font-family: helveticaneue;
src: url(‘HelveticaNeueLTStd-UltLt.otf’);
}

Na primeira linha você dá um nome para a Font que você está importando. Pode ser qualquer nome.
Na segunda linha, você inclue o endereço de onde a font se encontra. Para facilitar, crie uma pasta font dentro da pasta onde está o CSS.

Feito isso, você a utiliza como qualquer outra font:

p {
font:36px helveticaneue, Arial, Tahoma, Sans-serif;
}

Fiz alguns testes aqui e em algumas máquinas e conexões lerdas, o browser carrega primeiramente o texto com a font padrão do sistema e logo depois monta o texto com as fonts corretas. Nada de outro mundo para quem utiliza imagens para substituir textos. Mesmo assim, pode ser um incomodo para alguns.

Suponhamos que você queira oferecer a font para os que não a tem disponivel no sistema, mas para que o site carregue mais rápido, queira utilizar a cópia local do sistema do usuário caso ele a tenha instalado:

@font-face {
font-family: helveticaneue;
src: local(HelveticaNeueLTStd-UltLt.otf), url(HelveticaNeueLTStd-UltLt.otf);
}

O valor local() faz com que o browser procure a font no computador do visitante antes de executar o download da font que está no servidor.

Compatibilidade

A compatibilidade é melhor do que você pode imaginar. Mesmo assim há alguns entraves que chateiam. Entretando, se você pratica Gracefull Degradation, vai achar uma maravilha.

As versões 7, 8 e 9 do Internet Explorer aceitam o @font-face apenas se a font for EOT.
Safari, Firefox, Chrome e Opera aceitam fonts em TTF e OTF.
Você pode converter suas fonts para EOT diretamente no Font Squirrel.

É sempre bom você não abusar. Uma porque o design não fica bonito se você utilizar muitas fonts diferentes. Outra que o site pode ficar carregado. Lembre-se que o browser carrega o arquivo da font para só assim aplicar no layout.

Fonts pagas

O principal problema com o @font-face o download de font ilegal. Há uma pancada de fonts que são grátis, estas não há problema. Mas há uma outra grande parte que são pagas. O problema é que você tem a licensa de utilizar essa font nos seus projetos, mas não tem o direito de compartilhá-la ou dar para alguém. Quando você utiliza @font-face, você praticamente disponibiliza para o mundo o arquivo da font. Qualquer um pode fazer o download sem problemas. Por isso, cuidado com a font que você utiliza. Certifique-se de que ela é uma font gratuita.

Nenhum comentário.

Uma CSS para impressão e outra para visualização no navegador

Às vezes necessitamos que nossa página se imprima em uma impressora de maneira diferente de como se visualiza na página web.

Basta criar 2 Folhas de Estilo, uma para impressão e outra para visualização.

Depois de criadas, fazemos referência a elas dentro da página assim:

<link href=”estilos.css” rel=”stylesheet” type=”text/css” media=”screen”>

<link href=”estilos_impressao.css” rel=”stylesheet” type=”text/css” media=”print”>

A única coisa que muda é o atributo media=”print”, que indica que esta folha de estilos é só para quando vamos imprimir.

Nenhum comentário.

CSS – Problemas com o novo Internet Explorer 8

Tive alguns problemas nos sites que desenvolvi com essa mudança para o IE8. Isso porque alguns parâmetros passados, principalmente com relação ao posicionamento de elementos na tela, não batiam com as usadas nas versões anteriores do browser.

Como fiz pra corrigir?

Você mantém uma página da Web que funciona corretamente no Windows Internet Explorer 7 e gostaria de atualizá-la para que ela funcionasse no Windows Internet Explorer 8 com o mínimo possível de modificações.

Você pode adicionar a cada página uma marca META de modo de compatibilidade, o que fará com que o Windows Internet Explorer 8 renderize a página da mesma maneira que no Windows Internet Explorer 7.

Como modificar cada página?

Coloque a seguinte marca META HTML no elemento HEAD de cada página da Web (antes de qualquer marca que não seja TITLE ou META):

<meta http-equiv=”X-UA-Compatible” content=”IE=EmulateIE7″/>

Isso instruirá o Windows Internet Explorer 8 a renderizar cada página como se fosse o Windows Internet Explorer 7, corrigindo o seu site.

Nenhum comentário.

Deixar um elemento transparente usando apenas CSS

Adicione essa classe a sua folha de estilos:

.transparente
{
FILTER: Alpha(Opacity=20)
}

Altere o valor de acordo com o nível de opacidade que deseja aplicar.

Faça referência a ela no elemento (imagem, camada, texto…) e PRONTO!

Nenhum comentário.

Olá, mundo!

Bem-vindo ao meu Blog. Compartilharei aqui minhas experiências profissionais e tentarei passar um pouco de cultura digital aqueles que gostam de abrir a mente!

Nenhum comentário.